21/03/2017 - 13:36

USO ADEQUADO DE AGROTÓXICOS

USO ADEQUADO DE AGROTÓXICOS

O uso de agrotóxicos são essenciais para o controle de pragas na lavoura, no entanto o uso inapropriado e aplicação excessiva podem influenciar o bom desenvolvimento da lavoura. Pensando assim, a I.Riedi Grãos e Insumos desenvolveu as seguintes orientações, para promover o uso adequado de agrotóxicos, visando maior desempenho na lavoura com maior economia e eficiência.

Para fazermos a aplicação de agrotóxicos na lavoura, é preciso ficarmos atentos aos fatores:

1- O tamanho da planta e o local a ser tratado, varia com o porte da cultura, implicando em um maior ou menor volume de calda gasta por área;

2- Solos com muitos torrões e/ou restos culturais podem afetar o desempenho de herbicidas em pré-plantio incorporado ou pré-emergentes, aumentando o custo da lavoura.

3- Os agrotóxicos deverão ser aplicados nas horas mais frescas do dia, sem ventos fortes e chuvas ou orvalho, assim são diminuídos os efeitos fitotóxicos, perdas por evaporação e perdas de produto por atingir outros alvos que não a planta.

4- Respeite o intervalo de segurança recomendado pelo técnico entre a aplicação do agrotóxico e a colheita da cultura.

5- Fazer a tríplice lavagem na preparação da calda e inutilizar as embalagens após a utilização dos produtos, atendando-se sempre ao prazo de um ano para devolução das embalagens nas associações recolhedoras.

6- Seguir sempre as orientações do profissional responsável para que não se ultrapasse o número de aplicações e a dose ideal, evitando que o uso em excesso contamine o meio ambiente e gastos desnecessários.

7- Para melhorar a qualidade e eficiência dos tratamentos, reduzindo desperdícios, tenha sempre os pulverizadores calibrados e com a manutenção em dia.

8- Preservar o meio ambiente é essencial para o futuro, por isso, não aplique agrotóxico em áreas com mananciais de captação de agua, próximo as cidades (escola e habitações) e agrupamento de animais, e no preparo da calda não colete agua diretamente de cursos d’água.

Com boas práticas, juntos, conseguiremos manter o ecossistema mais próximo do equilíbrio, com a sustentabilidade da lavoura e a preservação do meio ambiente a longo prazo, evitando o uso abusivo de agrotóxicos.